12.9.08

História de uma cadelinha retirada do CANIL MUNICIPAL DE LISBOA...existem pessoas sem coração, só pode!

/ Lido na Arca de Noé

"Mas quem é a Miuky? A Miuky, assim baptizada pela Quickas, é uma cadelinha de raça pit bull, e pelos dentes de leite, não terá mais de 2 meses de idade. Tem apenas 2 meses e uma temperatura de 35º. A Miuky é uma cadelinha branca como a cal, que se destaca, pelas duas manchinhas pretas, circulares que tem numa das suas orelhas.

Tem umas bochechas que, deveriam estar gordinhas, mas não, estão flácidas e caídas. Os seus olhos ocasionalmente abrem e neles há o espelho do sofrimento e tristeza..os seus olhos no dia do seu resgate mal abriam. O que mais se destaca pela negativa, é o seu corpito esquelético, marcado pela agonia da desnutrição sofrida.

As suas patas deveriam ser brancas..mas não.. estão cobertas de pequenos orifícios, que tudo aponta para dentadas de outros cães, não estão brancas..estão vermelhas de tantas marcas profundas e acima de tudo..recentes! Pelas informações obtidas, a Miuky era uma cadelinha praticamente abandonada, pois o seu dono pouco se ralava com ela..no dia em que foi “apanhada” pelo canil, a Miuky aparentava ser uma cadelinha saudável, uma bolinha branca, gordinha e, à sua maneira “feliz”, ainda que pelo narrado, a sua felicidade seria de pouca dura. Um vizinho viu-a e apresentou queixa..andava um animal perigoso à solta..e aqui acabou a inocência da Miuky.

Entrou no canil..poderia ter sido colocada numa ala exterior considerando a sua tenra idade e consequente fragilidade a doenças infectocontagiosas..mas não!..não podia ser!

A Miuky era uma Pit Bull e muito perigosa para os outros cachorros.!!! Sem dó nem piedade foi despejada na ala fechada, um pavilhão onde o ar mal circula, uma vantagem para vírus e bactérias...como se não chegasse foi-lhe colocada uma enorme coleira ligada a uma corrente enferrujada e pesada que se segurava por uma argola fixa a uma parede enegrecida pelo sofrimentos dos muitos outros que ali tiveram também o azar de ficar.

E aqui começou a contagem decrescente dos graus que fazem a diferença entre a vida e a morte...a temperatura da Miuky começou a descer, o seu corpo ainda tão indefeso não tinha defesas para ambiente tão agressivo, e no dia a dia, sentada no húmido de um estrado frio e velho de madeira, onde ninguém a afagou, onde carinho não existiu..começou a desistir.

A Miuky foi resgatada ontem dia, 2 de Set, pela Rita e o seu estado à saída do canil era quase comatoso, o seu corpo esquelético enrolado numa tolha suja, apenas aquecido pelo abraço de uma Rita de olhos vermelhos. A sua entrada em hospital despoletou uma corrida para lhe subir a temperatura, 35º é quase fatal.

Hoje, dia 3 de Setembro: Prognóstico reservado! Mas a Miuky está a lutar pela sua curta vida de apenas dois meses..a sua temperatura já subiu para os 37.2º ...injectada com antibióticos, alimentada a soro contínuo, o seu olhar transparece já alguma diferença..de um acinzentado passou para um olhar negro e ocasionalmente atento..responde à chamada de uma voz..mas logo se recolhe num sono profundo onde já se apercebeu que não existe sofrimento.

Rejeita “uma ervilha” de comida, o seu estomago ainda não está preparado, vomitando logo de seguida..continua a ser “aquecida”..a temperatura tem de subir..mas acredito que subirá com uma Rita que não a larga, que lhe sussura ao ouvido palavras doces de coragem, que estende o seu calor ao abraçar aquela cabeçinha que só pede mimos...

A Miuky está internada em hospital vet e o seu estado clínico exige cuidados contínuos que não podem ser realizados em casa. Tal implica despesas elevadas mas será que a Miuky não merece após ter sido traída pela raça mais perigosa..a nossa, a humana! Ninguém sabe o dia de amanhã da Miuky, mas a esperança é a última a morrer. Apelo a todos que ajudem a Miuky, da mão humana apenas sentiu a indiferença e desprezo..agora é o momento de ajudar este ser tão frágil que apenas pede uma mão diferente..uma mão que a protega! A Rita tem o “fardo” das despesas...Ajudem a ajudar









04 setembro
A Miuky lutou e muito, mas infelizmente o seu organismo tão indefeso vinha já muito debilitado pelas condições a que foi sujeita no canil.
Hoje os rins começaram a falhar, fosse adulta e talvez tivesse alguma hipotese..mas não..os outros orgãos começaram a falhar, nada mais havia a fazer senão adormecê-la com alguma dignidade. A sua recuperação era impossível. Dizer que foi da doença A ou B ou C, é impossível, pois o estado em que chegou já evidenciava um prognóstico muito reservado..uma coisa é certa, esta cadelinha era a imagem da negligência.
Colocar uma cadela de 2 meses numa ala daquelas foi o mesmo que condená-la a uma morte lenta e agonizante..e foi isso que aconteceu : deixou de comer e beber, elevada desnutrição, as feridas da pata estavam todas infectadas e a agravar tinha carraças enormes..eram tantos os problemas que os seus rins não aguentaram..ou por infeccção grave ou por combinação de muitos factores. A Miuky foi adormecida, talvez o único gesto de dignidade que teve...acabarem com o seu já prolongado sofrimento. A Rita está devastada, e ainda tem a conta para pagar.."
Sem palavras ......

3 comentários:

lovsk'art disse...

" pessoas " ???

Margarida disse...

estou a chorar, pobre menina...

Dovska disse...

Esta foi uma das histórias que mais me chocou! Nem imaginamos o que se passa nos canis municipais (pode não ser em todos mas a grande maioria)! =(